5.10.06

O dia do esquecimento

Uma republica republicana partidocrática e pseudo-municipalista que se instala à força de armas para suplantar uma republica real?!
Então mas o 5 de Outubro não era o de 1143… de D. Afonso… de Zamora… era não era?

4 Comentários:

Blogger FSantos disse...

Um 5 de Outubro fundou a Pátria, o outro ruíu-a.

14:21  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

nem mais caro FSantos
abraço

14:58  
Blogger Paulo Cunha Porto disse...

Há dois tipos de pessoas, Caríssimo Simão DOS REIS Agostinho: os que vêem um triunfo na unidade do País consubstanciada numa vida e os que o imaginam no fraccionamento dele em capelinhas que procurem de x em x tempo pôr um dos seus à frente dele, numa luta latente contra os 50% menos 1 vencidos.
Abraço.

17:06  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Caro Paulo, o problema prende-se em grande parte com a noção destorcida do que é servir a Pátria. Sem dúvida que não não se constitui, em si, como um direito a ser escrutinado no concurso eleitoral das facções partidárias, mas um dever de obediência à história. Enquanto esta realidade não for recuperada da ilusão democrática da escolha da chefia de estado, não teremos consciencia da importancia da restauração.
abraço

17:57  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial