21.10.06

Encontro monárquico em Setúbal

Decorreu hoje em Setúbal o IV Encontro do Fórum Monarquia-Portugal. Não posso deixar de agradecer ao administrador David Garcia o convite que me foi endereçado para estar presente no almoço-debate, bem como apresentar novamente as minhas mais sinceras desculpas por só ter podido comparecer ao café.
A título de curiosidade, transcrevo algumas passagens do discurso de David Garcia que, a pedido, cedeu a sua publicação nesta casa.

IV Encontro do Fórum Monarquia-Portugal

Exmo. Sr. Presidente da Real Associação de Setúbal
Exmo. Sr. Vice-Administrador do Fórum Monarquia-Portugal, em representação do Engenheiro Luís Guerreiro, Presidente da Assembleia dos Membros que está fora do país,
Caríssimos membros do Fórum Monarquia-Portugal

Hoje, na cidade de Setúbal realiza-se o IV Encontro do Fórum Monarquia-Portugal. Pela primeira vez, saímos de Lisboa e começamos a visitar outras cidades do nosso país, o que muito me agrada, sobretudo, porque pessoalmente tenho uma ligação afectiva muito forte a esta cidade.
Também pela primeira vez constato que não somos só 3 ou 4 nestes Encontros mas já somos um bom numero o que também é de realçar. Finalmente as pessoas parecem ter entendido que se queremos muito algo, temos que lutar por isso.
Fazendo uma retrospectiva do último ano que passou, devo dizer que estou muito satisfeito com o desenvolvimento do Fórum, que no passado 19 de Agosto celebrou o seu 2.º aniversário.
O Fórum Monarquia-Portugal consolida-se com um trabalho árduo de uma Administração competente e séria e também graças aos Moderadores que têm tentado cumprir da melhor forma possível a sua missão, para a qual foram democraticamente eleitos no passado dia 18 de Agosto, tendo tomado posse no dia seguinte.

(…)

Caros amigos,
O que é ser-se Monárquico?
Para mim, e não querendo aqui dar lições a ninguém, ser Monárquico é saber defender:

1.º a Casa Real Portuguesa;
2.º a História de Portugal;
3.º a Monarquia como forma de regime que une e nunca divide um povo;
4.º as liberdades individuais, aspirando a uma melhor Democracia.

Isto é bastante elucidativo para vos dizer o quanto me magoa ver que ninguém se tem minimamente preocupado em proteger a Casa Real Portuguesa, preferindo pensar noutras coisas, certamente menos monárquicas do que esta questão.

(…)

Por outro lado, quero aqui anunciar que no próximo dia 22 de Novembro vai ser lançado o livro “Dom Duarte e a Democracia” – uma Biografia Portuguesa, da autoria do Professor Doutor Mendo Castro Henriques, Investigador e Professor do Instituto de Defesa Nacional, Monárquico, julgo que desde sempre, e posso até dizer, amigo meu pessoal. O livro “Dom Duarte e a Democracia” fala do pensamento político de SAR em vários domínios e estou certo que terá uma grande aceitação das pessoas. Pela primeira vez, as pessoas vão ver o nome de um Rei associado à Democracia, o que certamente irá provocar algum impacto e que espero sinceramente seja também uma boa ajuda para mostrar aos Portugueses que Monarquia e Democracia juntas valem muito mais, e a prova está nos países europeus onde há Monarquia, como a Espanha, Noruega, Suécia, Dinamarca, etc…

Caros amigos,
Finalmente gostaria de deixar aqui um ultimo apelo:
Por experiência de vida própria eu sei que para atingir um fim tive sempre que lutar imenso. Não foi fácil chegar aqui, mas cheguei. O Movimento Monárquico não pode ser um clube de Bridge, mas tem que ser um clube de Sueca. O que quero dizer com isto? Quero dizer que não construamos um palácio quando só podemos ter uma casa pequena. Não nos façamos grandes quando somos iguais a todos os outros 10 milhões de Portugueses. O Povo Português não quer saber se fulano A, B ou C é Marquês, Conde, Visconde, etc…O que o Povo Português quer verdadeiramente saber é para o que é que vai servir ter um Rei. Cabe aos Dirigentes Monárquicos assim como aos próprios Militantes trabalharem para atingir um fim último, que é a Transição para a Monarquia. Não será restauração, porque não vamos voltar ao passado, será sim, Transição, porque a Monarquia é um projecto de futuro para o nosso país. Neste sentido é importante haver uma Convergência Monárquica, isto é, uma união de todas as pessoas, não importa se apoiam um partido de esquerda ou de direita. O que verdadeiramente importa é trabalharmos todos em conjunto em prol do futuro de Portugal.
Portugal merece muito mais do que se tem feito em prol do seu futuro. Sejamos fortes, ousados, disciplinados, organizados e sejamos, já agora também, práticos. Há uma Crise de Militância no Movimento Monárquico, por culpa do próprio movimento que não tem sabido galvanizar as Juventudes nem os restantes militantes. Daí o último Congresso da Causa Real ter estado com muita pouca assistência. Por outro lado, também é importante realçar que na Internet ter uma imagem de uma Organização é fundamental. Não se podem aceitar ter sites de Internet, vergonhosamente desactualizados. Os webmasters façam um favor à causa e sejam mais profissionais, a Monarquia e Portugal agradecem.
Sem trabalho, sem dedicação, sem espírito de sacrifício, não iremos a lado nenhum.
Neste discurso que agora concluo, chamei a atenção para o facto de ser fundamental os Monárquicos protegerem a Família Real;
Foquei a necessidade de mais Militância assim como foquei também as mudanças que temos estado a introduzir no nosso Fórum.
Quero agradecer a todos pela vossa disponibilidade, em nome da Administração do Fórum Monarquia-Portugal, por estarem hoje aqui presentes.
Temos um debate ainda para tratar, cujo tema é “Linhas de acção para o Movimento Monárquico".

Muito obrigado a todos.

VIVA O REI!!! VIVA A MONARQUIA!!! VIVA PORTUGAL!!!

David Garcia

4 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

«4.º as liberdades individuais, aspirando a uma melhor Democracia.»

Esse não é Integralista de certeza ;)

NC

02:41  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Caro/a NC
De facto não é integralista. Aliás, dos presentes no encontro só contei três que o são, e já é muito bom! Os restantes eram liberais.

02:51  
Blogger Paulo Cunha Porto disse...

Nos Sainos Amigos está o Futuro da Portugalidade. Força!
Abraço.

12:12  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

O futuro está mais nesta blogosfera nacionalista monárquica que em mil encontros daqueles! São todos boas pessoas, milicianos bravos, mas de uma monarquia que não é a "tradicionalmente" defendida na rede. Por aqui sim, temos valores maiores com que a Pátria pode "integralmente" contar.

abraço monárquico

13:18  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial