15.10.06

É a Hora!

Não, não se trata de revivalismo desta antiga casa. É “somente” uma adaptação de algumas palavras de Pio XII, extraídas da Sua mensagem natalícia de 1942, às necessidades do movimento nacionalista monárquico português.

«O dever da hora presente é de acção e não de lamentações; devemos reconstruir o futuro, para bem da sociedade, em vez de lamentar o mal presente ou passado. Chegou o momento de os melhores e mais selectos membros da Cristandade se reunirem em espírito de verdade, de justiça e de amor, ao grito de “Deus o quer”, com entusiasmo de cruzados, e, como os antigos cruzados, prontos a servir e a sacrificarem-se.»

2 Comentários:

Blogger Paulo Cunha Porto disse...

Oportuna lembrança do que se pretende dos Cristãos de hoje, para muitos dos quais o termo «Cruzado», desgraçadamente, é desagradável.
Abraço, Caro Simão.

10:59  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

O cristão de hoje não tem a noção civilizacional necessária. Não vive a luta das ideias como se exige. Não alcança a visão global das coisas. Interessa mais, por culpa do espírito conciliar, tocar as guitarradas do "peace and love" a acompanhar o coro Pop da igreja paroquial. Sejamos todos amigos, vá lá, Nosso Senhor também era amigo de todos e não julgava ninguém.
Enfim... se Deus não julga, quem julga? Se a Igreja não ligar a justiça de Deus ao mundo, quem o fará?
Ou assumimos o lado "bélico" da luta do espírito ou acabamos todos numa parvoeira delico-doce sem precedentes.

abraço

12:41  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial