29.1.07

No Caminho da Vida (PNR)

Não sei em pormenor o que se passou ontem em Lisboa na Caminhada pela Vida (CPV) relactivamente à participação do PNR, mas não me abstenho de formular uma opinião muito critica sobre esta situação.
Ao que parece, era do conhecimento da organização da CPV que os partidários nacionalistas estariam presentes, tendo estes garantido uma participação alinhada na marcha, sem dar primazia à referencia ao PNR, levando faixas da sua autoria. Mais, predisporiam-se a estar na cauda da multidão.
Contudo, segundo sei, alguém da organização terá recebido mal os membros do partido que se deslocaram à Maternidade Alfredo da Costa, alegando que estes tinham simbologia referente à Juventude Nacionalista, estando assim a quebrar o combinado.
A única questão que me suscita esta reacção por parte da organização da CPV prende-se com todos os outros movimentos que levaram os seus símbolos. Porque, se a intenção era a não partidarização da acção, acabou por resvalar para a discriminação de um grupo de participantes por serem os tais nacionalistas a quem o BE apelida de "nazi-fascistas".
Trata-se, no meu entender, de um caso de preconceito motivado pelo medo de estragar a leitura que a estrema-esquerda e outros defensores do "sim" fariam daquela moldura humana. Curioso notar que, ao pretender afastar o PNR, saiu-lhes o tiro pela culatra: quase todos os órgão de comunicação social deram destaque à presença dos nacionalistas.

17 Comentários:

Blogger Jardim do Arraial disse...

Caro Simão, foi por apenas uma razão que a comunicação social deu destaque à presença da JN, e essa é uma tentativa de deturpar a causa do NÃO. Como saberá, a opinião pública, por motivos que não interessa aqui aprofundar, não está ainda preparada para encarar e aceitar uma "linguagem nacionalista", e a comunicação social tem um peso decisivo nesse entrave.

Essa mesma comun.social, que está maioritariamente do lado do SIM neste referendo, sabe que empolar a presença dos nacionalistas na Caminhada, provocará descrédito à iniciativa. Fazem uma ligação entre a extrema direita e os "intolerantes anti-aborto" e pronto, lá se vai a eficácia da iniciativa.

É apenas esta a intenção do destaque de que você se parece orgulhar. Não tem razões para tal.

Especialmente, não tem razões para tal porque a JN rompeu, de facto, com o combinado. Quando você alega a presença de simbologia de outros grupos, esquece-se de mencionar que todos eles são grupo criado única e exclusivamente para a defesa da vida e da Família, sem quaisquer outras causas. Não se viram partidos nem juventudes nenhumas, apesar da presença de vários líderes políticos.

Não sei por que impulso propagandista ou simplesmente exibicionista, a louvável JN resolveu levar uma grande faixa. Ficou-lhe mal, porque se tinha combinado um carácter apartidário da iniciativa. Todos sabemos que a JN é como que a juventude do PNR.

00:36  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Caro
Não me regozijo em nada com o destaque dado ao PNR, nem foi isso que aqui escrevi. Não leia o que cá não está.
O que quis fazer foi uma critica à organização pela falta de bom-senso em não colocar de parte o preconceito face ao movimento nacionalista. Isso é que é lamentável. Trata-se de um alinhamento com a visão imposta seguida por essa comunicação social de que fala e utilizada em extrema hipocrisia pela esquerda.
E para quê? Para a o PNR não aparecer nas fileiras dos que defendem a vida a manchar a credibilidade do movimento, segundo o culto do preconceito. Pois saiu o tiro pela culatra, ao atiçarem ainda mais o argumento da comunicação social para referir os nacionalistas.
Foi um acto impensado e preconceituoso que, por isso, teve o efeito precisamente oposto.

00:56  
Blogger O Corcunda disse...

Como o Simão já sabe eu estive doente e não pude ir à caminhada! Com muita pena...
Nestas coisas das causas há que fixar o que é primordial e o que é asessório! A organização leva a coisa o melhor que pode, que o objectivo é ganhar e não ter qualquer tipo de igualitarismos.
Para além disso os cartazes do PNR, pelo que vi da TV, não correspondiam à defesa da vida, mas a um ataque à esquerda, com umas graçolas desengraçadas à Drago, ao Soares e a outros.
Mais do que a causa era para o espetáculo habitual.
Esta campanha não é para acabar com preconceitos...
São geralmente eles que impedem o abismo.

01:53  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Amigo Corcunda, espero que estejas melhor da sua enfermidade. Foi pena não ires, até porque tinha muito para falar contigo!
Penso que das duas uma: ou diziam claramente ao PNR que não os queriam na manifestação como tal, ou deixavam-nos participar à sua maneira. Não vi censura a nenhum cartaz da marcha, pelo que não o deveriam fazer aos nacionalistas.
E o preconceito, caro amigo, nunca é bom. Eu bem sei que para a vitória da causa convém mante-lo nesta situação. Mas não me peça para concordar com ele.

02:03  
Blogger Jardim do Arraial disse...

Caro Simão, insisto. Creio que se o PNR se tivesse apresentado sem qualquer faixa partidária, haveria de ser aceite e diluir-se entre a marcha. É essa a intenção, que os cidadãos se diluam numa causa. Como já lhe disse, só se identificariam os grupos criados apenas para a defesa da Vida, contra o aborto, cuja maioria até vinham em representação de diferentes regiões do país. Ora, o PNR e a JN são agrupamentos políticos, logo, insistindo em apresentar-se como tal, não poderiam ser bem vindos, como é óbvio.

Não consegue aceitar isto porquê?

A gravidade seria a mesma de aparecerem bandeiras da Juventude Popular ou do PSD, está a ver? Ora, você não viu tal. Porquê? Porque eles cumpriram!

05:21  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

E o que me diz ás fardas dos escuteiros? Também são pró-vida?

13:42  
Blogger Jardim do Arraial disse...

Então mas você está nivelar o PNR pelos escuteiros?!?!? Deixe lá as crianças em paz amigo, estamos a falar de partidos, de política, de gente responsabilizavel.

18:01  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Ok, os escuteiros não são responsabilizáveis e são uma cambada de putos (ai se as chefias lêem isto!). E o que eu queria dizer é que os Escuteiros podem usar a farda (por sinal muito parecida à da Juventude Hitleriana) que não é mais que distintiva da sua condição, mas o PNR não pode usar a porcaria de um símbolo por preconceito ideológico imposto pela esquerda.
Sabe o que eu penso? Que o Baden Powell era maçon e que tenho um preconceito tremendo em relação à escuteirada! Mas nem por isso deixei de gostar de os ver na manifestação, trajados a rigor.

18:17  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

00:20  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

Caro Simão,

Eu cá não levei nenhuma bandeira de associação ou partido, mas sim o da Pátria Portuguesa (pelo menos a que actualmente vigora).
Porque é que tão poucos ou pouquíssimos é que levaram a Bandeira de Portugal? Não será esta uma causa Nacional? A terminologia "Nacionalista" é quem faz o culto da Nação, que certamente também ama a Pátria e sentem que a Ela tudo devem, e as bandeiras nacionais, onde é que elas estiveram? Não servem só para o futebol pois não?
Há questões que são Nacionais e que quer se queira quer não, não são apenas exclusivas de apenas uma ou outra associação, ou um ou outro partido, e então dentro do Nacionalismo, de uma ou outra corrente, o que interessa aqui é sim e apenas Portugal, os Portugueses e a Civilização.
Simão, como todos sabemos, em Guerra há hierarquia, há generais, e a estratégia é concertada e coordenada, para assim abater feroz, violentamente e imediatamente o inimigo.
O cerne da questão aqui é o abate do inimigo, ou seja fazer prevalecer o "Não ao Aborto".
No dia da festa, festeja quem quiser e com quem quiser e como quiser, não é isso que todos queremos? De fazer prevalecer a vitória sobre os abortistas? Slogans como "Nação pela Vida", ou "Portugal e Portuguesas contra o Aborto" não ficaria bem (ou qualquer coisa assim do género)?
Estamos a entrar na zona/período de combate de "alerta vermelho", todos somos poucos, temos de ter espírito de sacrifício, espírito de hierarquia, coordenação de esforços para ganhar mais uma batalha.

Saudações,

00:22  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

Adenda- Quem melhor do que o VL http://jantardasquartas.blogspot.com/ para explicar isto.

00:28  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

"Errata - Em vez de ...Portuguesas contra o Aborto... lê-se Portugueses".

00:37  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Caro V R Cardoso
Ia com uns amigos monárquicos e lembro-me de termos comentado a presença da sua bandeira da república, não pelos melhores motivos como deve imaginar! Mas fora isso, e falando agora muito sinceramente, também não gostei da ausência de outras bandeiras. Contudo, o meu caro amigo já sabe quais são as razões para isso, tão bem como eu. O preconceito. Concordo que o que importa é impedir a todo o custo algo que nos faça descer nas intenções de voto, mas se nada se fizer para inverter este medo velado e imposto do preconceito com a direita politica, nunca mais acabaremos com esta situação vergonhosa. É contra isso que me insurjo.

um forte abraço e nunca deixe cair essa bandeira. mesmo que não seja a do Portugal ideal, conserva ainda as armas do Salvador. que elas só caiam por terra quando o corpo que as sustenta morrer.

00:55  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

Caro Simão,

Apesar de tudo, sei que esta é a bandeira republicana, infelizmente é a vigente. Contudo a que levei comigo não é mais senão do que uma das muitas que foram arriadas às 00 horas do dia 20 de Dezembro de 1999, na queda de Macau. É dever de todo o português (bom ou mau) de resgatar e por a salvo os símbolos nacionais. Apesar de tudo é esta a bandeira que representa Portugal no mundo, e ainda aguardo o dia em que os monárquicos tomem atitude de restaurar a monarquia, à força ou não. Além do mais como não sou muito paciente, talvez uma opção mais "repentina" seria mais do meu agrado, do que estar a convidar Patetas Alegres para qualquer coisa que seja. Tenho nojo de estar ao lado dos traidores à Pátria.
Durante anos dei o meu contributo à Juventude Real, com o Francisco, a Inês, a Mariana, o Afonso, etc... Agora é a vez dos novos.
Forte Abraço,

01:14  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Meu caro V R Cardoso
Da minha parte, a monarquia era restaurada esta noite. Mas não a caduca da vintista, essa plagiadora de formas. Não! Era a tradicional.
Penso haver gente suficiente para, no âmbito do Integralismo Lusitano, continuar as gerações que se iniciaram com os Filhos de Ramires. Ainda hoje estive reunido com alguns jovens chegados à direita politica, um deles já leitor de António Sardinha. Tenho muita esperança nos da minha idade que, sendo monárquicos porque nacionalistas, deixam de lado a bebedeira mental que é a juventude monárquica dos nossos dias.
Do que precisamos é de uma acção radical, que rompa convenções. De jovens que vistam jeans, t-shirt e colem cartazes às tantas da manhã. De reaccionários valentes, dispostos a lutar em todas as frentes de combate, corajosos para enfrentar cargas policiais, como acontece em França com a Action Française e os seus Camelots du Roi. Sobretudo precisamos de homens e mulheres que façam da sua tenra idade uma aventura em nome de Portugal, empregando todo o vigor num nacionalismo monárquico que leia os mestres e, mais tarde, produza nova doutrina.
O futuro terá de ser nosso, caro amigo. E se não acreditasse nisso não estaria tão esperançoso no amanhã. Há que acreditar, saber ler os sinais dos tempos e AGIR!

abraço

01:28  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

Caríssimo,

No meu tempo fizémos isso, que a JR na altura o diga...Ainda hoje tenho um pullover cheio de cola por causa dos cartazes do 1º Fev. colados em Algés, Técnico, por Lisboa...
Peço sff que me reenvie a mensagem, pois a conta ficou desactivada, mas já está operacional.
abraço,

01:45  
Blogger Xiaozhengm 520 disse...

michael kors canada
true religion
polo ralph lauren
replica watches
gucci bags
adidas originals
giuseppe zanotti sandals
christian louboutin outlet
louis vuitton
christian louboutin sale
abercrombie & fitch
michael kors handbags
kate spade handbags
louboutin pas cher
celine handbags
christian louboutin shoes
coach canada
retro jordans
jordan shoes
coach factory outlet
cheap oakley sunglasses
oakley sunglasses
louis vuitton outlet
ray-ban sunglasses
asics outlet
nike roshe run
louis vuitton outlet
louis vuitton handbags
celine handbags
coach factory outlet
polo ralph lauren outlet
tods outlet
longchamp bags
nike free run
kevin durant shoes 8
kobe 9
timberland boots
cheap jordan shoes
michael kors
juicy couture
2016.6.30haungqin

05:55  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial