21.2.09

Pedrada no charco

Acabo de me deliciar com a leitura do discurso que Vaclav Klaus proferiu, anteontem senão me engano, perante os eurodeputados. Tive a agradável sensação de estar perante um Estadista, algo que há mais de quarenta anos não conhecemos cá em Portugal. Foi um discurso com grande solidez de argumentação e realismo na abordagem da eufemisticamente designada "construção europeia" e que é fruto, em grande medida, da sua própria experiência do comunismo, o que lhe retira a "mácula" do politicamente correcto. Isto permite-lhe, um pouco à semelhança daquilo que Bukovsky faz, estabelecer, ainda que de uma forma implícita, uma analogia entre a defunta União Soviética e a futura defunta União Europeia. Como bons ideólogos colocados perante a verdade alguns (não sei quantos) eurodeputados , viraram-lhe costas e abandonaram a sala como forma de protesto. Uma atitude que espelha bem a forma autista como este processo sinistro está a ser conduzido. Que bom seria se houvesse mais "Vaclv's Klaus"!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial