16.12.06

Das coisas inúteis

- Não dizes nada sobre a conferencia de Teerão?
- Não.
- Porquê?!
- Porque aquilo não serve p'ra nada.

14 Comentários:

Blogger Flávio Gonçalves disse...

Não sejas assim, serviu para eu engordar uns quilos.

Este pessoal de direita, sempe insatisfeito... arre!

04:26  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Ui... por aqui morre-se de fome.

13:46  
Anonymous Demokrata disse...

O Nuno Rogeiro ainda disse algo com alguma utilidade. Mas se se pretende revisionar realmente o holocausto, é preciso um debate mais sério e cuidado.

17:45  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Ora ai está, caro Demokrata. Para mim (digo eu) a conferencia de Teerão é mais um acto falhado, como tantos outros. Discutir o holocausto, seja ele qual for - e houve tantos - merece algo mais cuidado, prolongado no tempo e consequente no futuro.

abraço

01:54  
Anonymous teerão sim! disse...

Vocês que estão aqui a falar não têm os tomates do Flávio.
Deixem-se de conversa da treta!

19:57  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Tomates para quê?!...

02:39  
Anonymous Flávio Gonçalves disse...

Não sei, talvez ir ao Teerão ou assumir publicamente que não se acredita no holocausto?

Ou talvez não ter medo de chamar mentiroso ao Nuno Rogeiro?

Também fiquei curioso...

06:15  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Ui, olha que para isso é preciso uns tomates valentes... Upa upa.

13:49  
Anonymous Flávio Gonçalves disse...

Não gostei do seu tom, mas pronto, leia o Nuno Rogeiro e passe bem.

21:04  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Eu passo muito bem, graças a Deus. O que quis dizer caro Flávio, e sem qualquer tipo de "tom" ofensivo, é que não considero nada de especial assumir um posição desfavorável à existência do holocausto. Acresce o facto do acontecimento não ter tido praticamente nenhuma repercussão na comunicação social, pelo que a exposição não era sequer de considerar como atenuante de uma tomada de posição. Muito menos considero excepcional a própria deslocação a Teerão, o conhecer esta ou aquela pessoa, o cavacar sobre os 6 milhões ou não. Foi bom para quem lá esteve? Bem, parece que foi, pelo menos para o Flávio. Acrescentou alguma coisa de significativo valor à discussão global sobre a temática? Muito sinceramente, não me parece! Repare, por exemplo, na notícia que o Expresso faz do acontecimento: não é propriamente sobre a conferencia em si, mas sobre a tomada de posição de Nuno Rogeiro, mais a sua discordância e outras coisas laterais. E acerca das questões lá abordadas? Nada. Zero.
Ainda gostava de ver o fruto de tudo isto, mas creio que nem árvore existe...

cumprimentos

21:18  
Anonymous Flávio Gonçalves disse...

Aí creio que a culpa será minha já que, a insistência da minha família, tenho recusado a aproximação de alguns jornalistas e orgãos de comunicação social, não lhes tenho dado lenha e portanto não há como fazerem uma fogueira.

23:18  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

E por que razão não tem coragem de fazê-lo? Seria de valor!

00:19  
Anonymous Flávio Gonçalves disse...

Ainda estou a tempo, não se preocupe. Não tenho interesse em aparecer só por aparecer, se fosse assim bastava tirar uma foto a ler o "Mein Kampf" e o Correio da Manhã metia-me na primeira página.

20:36  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Não isso não. Não vá pelo caminho do Mário Machado!

21:05  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial