3.1.07

Do contraditório

Ainda estou para saber como é que a eleição do Chefe de Estado se coaduna com a privatização da instituição que encabeça. Mas o Portucalense deve ter a resposta! Aguardo-a com alguma ansiedade.

2 Comentários:

Blogger O Corcunda disse...

Em relação ao Portucalense só temos uma opção: mostrar-lhe o que é a Monarquia Portuguesa! Seria bom que ele compreendesse e aceitasse...
O essencial seria que ele percebesse que o mundo não se tem de subordinar aos seus caprichos e erros.

22:41  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

O Portucalense está gravemente equivocado. No fundo, quer uma república coroada, coisa que já temos. Ainda hoje lia uma revista do Correio da Manhã que recordava a impressão fotográfica da família Cavaco a entrar em Belém. Nada mais desesperado, sinal de uma república em falência à procura de salvação em gestos e sinais que não lhe são próprios. Que dizer também do cargo de Primeira-Dama, por exemplo?
Deixa lá o amigo António chegar à barraca que ele arrasa tudo!

abraço

23:04  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial