12.1.07

Abortar mata (e o PS mente)

É sempre errado induzir em erro. Mas quando se trata de manipulação, pura e dura, a coisa fica mais feia!
O cartaz do PS aqui reproduzido, acresce a isso o facto de ser propriedade do partido com maioria parlamentar absoluta no Parlamento e governante da nação. E quando assim é - quando os governastes democraticamente eleitos usam desta desonestidade intelectual, também ela absoluta - é porque algo vai mal, profundamente mal, no sistema politico. Não se trata de informação. É campanha da pior, da mais vil, a lembrar outras manipulações históricas. É mentira descarada de alguém que, por isso mesmo e muito mais, só poderemos ver como precisamente mentirosos.
Confesso sentir alguma pena, esta sim sincera, ao ver o inimigo usar métodos tão desesperados porque indica, além da sua derrota nos argumentos, a consciência desse poder manipulador conseguir produzir frutos, ainda que podres. Ficamos pois com a podridão total, de um lado e de outro, que nem as melhores verdades conseguem enfrentar por carecerem do mais abjecto elemento construtivo do pensamento vigente: a capacidade de mentir.Na política, como em tudo o resto, Portugal vai aguentando o esquema imposto. A falácia toma conta de tudo, arrasa tudo, tudo deixa em ruínas. É o ciclo vicioso do embuste: o mentiroso convence, o cidadão acredita e a dependência mutua gera-se.
E isto para dizer que, afinal, José Sócrates não governa todos os portugueses. Talvez somente os abortistas e os mentirosos.

5 Comentários:

Anonymous António Bastos disse...

A imposição de uma mentira é muito mais fácil num contexto democrático, isto é, de atomização da sociedade. Um embuste gera o outro. A mentira do "governo do povo" gera abortos como o próprio Sócrates do nosso descontentamento. Excelente post, amigo Simão, bem "iconoclasta" como eu gosto.

17:37  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

Em Portugal, pós-25/4 sempre prevaleceu o vale tudo.
Agostinho não percebo esta admiração. Tenho pena, é que muitas vezes a Direita não responda eficazmente, à altura, alto e bom som e de perder as estribeiras quando tem de ser.
O combate,de facto nunca foi nem é para "Meninos".

14:23  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Caro Vitório, o "vale tudo" e as técnicas que tem encontrado para se disfarçar nunca me deixam de espantar. Se assim não for, se deixarmos de nos admirarmos, será sinal de acomodação.

15:53  
Blogger Vitório Rosário Cardoso disse...

O que quis dizer é que se eles são vis, teremos de ser vis e meio para os exterminar.

Através de canções ou músicas de intervenção, poderemos sempre ver aquele espírito de combate.
Como exemplo, espero que leias estes versos, que apesar de ser de tradição e literatura italianas, de há mais de 50 anos, o que quero transmitir, é somente o vigor e a determinação que se tem no combate à esquerda. Hoje com o politicamente correcto, já não se pode dizer que "Somos o terror dos Comunistas...", pois não? Não é verdade?

"All'armi! All'armi! All'armi o Fascisti, Terror dei comunisti.
Noi del Fascismo siamo i componenti,
la causa sosterrem fino alla morte,
e lotteremo sempre forte,
forte finchè terremo il nostro sangue in core.
Sempre inneggiando alla Patria nostra,
che tutti uniti difenderemo,
contro avversari e traditori
che ad uno ad uno sterminerem.
All'armi! All'armi! All'armi o Fascisti,
Terror dei comunisti.
Lo scopo tutti noi sappiamo
combatter con certezza di vittoria
e questo non sia mai sol per la gloria,
ma per giusta ragion di libertà.
I bolscevichi che combattiamo
noi saprem bene far dileguar
e al grido nostro quella canaglia
dovrà tremare, dovrà tremar.
All'armi! All'armi! All'armi o Fascisti,
Terror dei comunisti.
Vittoria in ogni parte porteremo
perchè il coraggio a noi non mancherà
e grideremo sempre forte, forte
e sosterrem la nostra causa santa.
In guardia amici, che in ogni evento
noi sempre pronti tutti saremo,
finchè la gloria di noi Fascisti
in tutta Italia trionferà.
All'armi! All'armi! All'armi o Fascisti,
Terror dei comunisti.
Del bolscevismo siam gli avversari
perchè non voglion Patria nè Famiglia,
perchè son rifiuti e fanghiglia
che disprezzando dobbiam scacciar.
Sempre gridando viva l'Italia
e abbasso tutti i suoi rinnegatori,
in alto, in alto i tricolor
che sarà sempre il nostro amor."

22:37  
Blogger F@5T P3T3R disse...

Vindo PS, sinceramente nada me surpreende.
Quando temos comentadores politicos que dizem na TV que uma coisa é o que se diz na campanha eleitoral e outra é o que se faz no governo, só prova que estamos numa sociedade decadente.

04:33  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial