14.1.07

Da grandeza do sistema (I)

Ontem estava ali, copo na frente e companhia de luxo, quando pensei: então mas não é ridículo que o Cristiano Ronaldo, mais um actor de meia tigela e um assassino revolucionário sejam grandes portugueses?
Só depois me lembrei que vivemos em democracia.

Mas calma! Há outra coisa. É que a Maria Elisa disse que os Bragança jamais sairiam do Jet7 e que o Afonso Costa tinha conseguído a separação entre Igreja e Estado, "como convém".
Ora digam lá que ela não é uma funcionária publica e pêras!

E já agora, quando é que fechamos o circo?!

4 Comentários:

Anonymous António Bastos disse...

Essa triste venal da Maria Elisa é um belo exemplo da mediocridade e vulgaridade reinantes e de que o "pronto-a-pensar" do politicamente correcto, de que ela é um veículo de transmissão, é um exemplo. Dá vontade de perguntar-lhe, por acaso Portugal era uma teocracia durante a monarquia liberal? Mas isso seria pedir-lhe muito. Gostaria de a ver criticar a República Islâmica do Irão, essa sim, uma verdadeira teocracia. Mas isso já não é politicamente correcto. Quando penso nas humilhações que esse energúmeno, que de humano apenas tinha a forma, desse Afonso Costa infligiu a um homem da grandeza do bispo D.António Barroso, e vir cita-lo como heroi. Depois de uma sinecura em Londres agora uma na RTP, em Lisboa! Enquanto houver contribuintes para os sustentar a festa continua!

23:41  
Anonymous FT disse...

O que é ser "uma funcionária publica e pêras"? Uma funcionária pública sem pêras, ela não é.

14:42  
Anonymous Há diferenças disse...

Primária, essa do funcionária pública. De repente, parece que é moda apontar o dedo aos funcionários públicos. E ela não é funcionária pública, mama do Estado, que é bem diferente.

18:23  
Anonymous cristina ribeiro disse...

À Maria Elisa,e restante equipa do programa saiu-lhes o tiro pela culatra,e imagino que terão ficado sem palavras quando viram o que é que os portugueses pensam.
De entre os 10 "finalistas"alguns há a quem tenho que reconhecer grandeza,indubitavelmente,mas também não tenho dúvidas de que "o"meu grande português foi D.Afonso Henriques.

18:47  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial