29.10.06

Do que há a dizer sobre o esmorecimento do Corcunda, o Pedro Guedes resumiu-o notavelmente no Último Reduto. Mas não posso deixar de fazer aqui um apelo, quer ao inigualável autor do Pasquim da Reacção quer a todos os que com ele comungam as ideias, para que nunca deixem de escrever. Roga-vos um jovem, de pueril idade e escassa sabedoria, dependente em tanto do auxilio de vos saber na blogosfera.

3 Comentários:

Blogger Paulo Cunha Porto disse...

Mas creio que o Amigo Corcunda pensava sobretudo numa reconversão e já está convencido de que gostamos dele como é.
Ui, que raio de frase!
Abraço.

21:20  
Blogger Simão dos Reis Agostinho disse...

Nem toda a mudança é boa. Neste caso penso ser de todo dispensável.

abraço

21:41  
Anonymous Anónimo disse...

Muito obrigado, caro SRA. Fiquei, como já disse, muito feliz por observar que tanta gente aprecia o Pasquim tal e qual está. Ainda estou a reflectir sobre a melhor forma de continuar. Veremos...
O que é certo é que já me é difícil estar longe destes amigos da blogosfera.

Um abraço

O Corcunda

16:03  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial