10.3.08

Prós e contras

Soube por um amigo que logo à noite o tema do debate deste programa da televisão do regime, vulgo RTP, será Monarquia versus República. Confesso que nunca acreditei que tal tema fosse levado ao programa e nesse aspecto considero uma vitória que tal debate possa ter lugar. No entanto, e como habitualmente, calculo que o debate se fará discutindo de uma forma abstracta, ou num plano estético, a questão do regime resumindo-a a uma mera opção de Chefia do Estado. Nestas alturas tenho sempre vontade de perguntar a esses senhores se acham que o Rei D. Carlos foi assassinado por razões de ordem estética. Penso que nós monárquicos devemos evitar cair nessa “cilada”, e evitar toda e qualquer ideologia, isto é, evitar a imposição de modelos teóricos à realidade. Devemos sim partir da constatação das “maleitas revolucionárias” de que o nosso país enferma desde há 33 anos e ver em que é que uma reformulação total de todo o seu “modus operandi”, o que pressupõe uma nova Constituição que seria referendada, poderia travar esta marcha para a sua implosão e à qual estamos, de momento, condenados. Rever toda a forma de representação e participação política, evitar a “ditadura das maiorias”, redefinir as funções do Estado para evitar o crescendo do “despotismo democrático”, evitar que a classe política use o poder em benefício próprio, alterar profundamente o funcionamento das câmaras municipais para que estas deixas de ser organismos ao serviço do binómio das “aves de rapina” construtores civis/partidos, enfim todo uma série de temas que gostaria ver como “pano de fundo” associados à discussão da questão do regime. Será isto que veremos logo? Duvido, mas logo veremos.

4 Comentários:

Blogger Nuno Castelo-Branco disse...

António, duvido muito que o Texeira Pinto vá muito atrás das velhas cantigas estéticas. O Reis - que nome tão pouco republicano - que se cuide, até porque o curriculum da Badalhoca não é grande coisa. Esperemos para ver...

15:45  
Blogger Nuno Castelo-Branco disse...

Em adenda: já agora, gostava de saber o porquê do momento para a realização deste programa. Se a Monarquia "está morta", para quê discutir a sua viabilidade? Parece-me que há certa gente - ou ratazanas - a pretender fugir do porão do cargueiro que afunda. Vamos a ver se daqui a uns tempos não ressurgem como lindos gatos persas..., ou adesivos multipurpose!

15:48  
Blogger António Bastos disse...

Caro Nuno,
Comparttilho inteiramente da tua surpresa perante a realização deste debate. O regime, entenda-se o GOL, tem razões que a razão desconhece. Quanto às metamorfoses de que falas sabes bem que tal não seria inédito na história.
PS: É notório no teu segundo comentário o quanto gostas de gatos, de preferência persas, desde que não resultem de qualquer tipo de metamorfose naturalmente.

19:25  
Anonymous Cristina Ribeiro disse...

Dão-me licença?
Retorno aqui, depois de longo tempo de ausência, alertada por uma sugestão que o António fez, para a eventualidade de haver um mártir em nome da bandeira branca e azul...; e regresso logo no dia em que se vai dar um púlpito a uma discussão que também eu desesperava já de ver acontecer.
Estou como o António: vamos ver o que dali sai; mas que pode, se bem aproveitado, acrescentar alguma coisa, acho que pode...

20:26  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial